Agronegócios, uma fonte de inspiração para o grupo segurador Allianz

19.07.2021 - Fonte: Sonho Seguro

Karine-Barros-diretora-executiva-de-Neg.-Corp.-e-SaAode-da-Allianz-Seguros_cred.-TAolio-Vidal-8-scaled

O prêmio do seguro rural entre as despesas que não poderão sofrer cortes no ano que vem foi incluída no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, aprovado nesta quinta-feira no Congresso Nacional e que segue para a sanção.

A cada ano, o agronegócio atrai ainda mais a atenção das seguradoras. Seja para o seguro com subvenção do governo para proteger o investimento do agricultor como também tudo dentro da porteira do campo. Com o avanço da tecnologia para aprimorar a subscrição do risco, bem como mais garantias do apoio do governo, as apostas das seguradoras neste segmento crescem. Ontem, mais um passo. O prêmio do seguro rural entre as despesas que não poderão sofrer cortes no ano que vem foi incluída no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, aprovado nesta quinta-feira no Congresso Nacional e que segue para a sanção.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, defende que o papel do seguro rural como instrumento para estabilidade de renda na agropecuária só será plenamente alcançado com a previsibilidade de execução orçamentária. Com a garantia da aplicação dos recursos, as seguradoras podem se preparar e planejar a expansão no país. “A Allianz enxerga o agronegócio como uma das principais alavancas de crescimento econômico e, com isso, oferece produtos e serviços para toda a cadeia relacionada a esse setor. Temos produtos que estão diretamente relacionados ao universo agro, como seguros para Cultivo, Propriedades Rurais e Equipamentos Agrícolas, mas há outras carteiras que, de alguma forma, também suportam essa atividade, como Transportes, Empresas, Vida e Saúde, entre outros”, afirma Karine Barros, diretora executiva de Negócios Corporativos e Saúde da Allianz Seguros, ao blog Sonho Seguro. Leia abaixo os principais trechos da entrevista:

Qual o volume de prêmios com seguro Rural subsidiado? 2020 inteiro, primeiro trimestre de 2021 e mesmo período para comparar.

Em 2020, a Allianz Seguros teve o melhor resultado na carteira de Cultivo dos últimos cinco anos, consequência de um contexto de mercado favorável somado aos investimentos em subscrição para perseguir a excelência técnica. O nosso desempenho positivo, no acumulado dos 12 meses do ano passado, pode ser percebido com o alcance de R$ 120 milhões em Prêmio Emitido Líquido (PEL), crescimento de 25,9% sobre 2019, e por meio do Índice Combinado, de 74,6%, cerca de 13% abaixo da média do mercado, o que confirma a qualidade da nossa subscrição. O primeiro trimestre de 2021 começou aquecido, pela forte valorização do milho no mercado e também por um crescimento importante no número de apólices contratadas. Em relação aos três primeiros meses de 2020, o nosso PEL mais que dobrou e totalizou R$ 58,8 milhões.

2. E indenizações?

O Índice de Sinistralidade da carteira de Cultivo diminuiu 15 pontos percentuais de 2019 para 2020, passando de 66% para 51%. O indicador está relacionado a registros de sinistros pontuais, em decorrência, principalmente, de eventos climáticos.

Quais os Estados e culturas em que mais atua?

Os nossos negócios estão concentrados especialmente nos complexos agrícolas, como São Paulo, Minas Gerais e nos estados das regiões Sul e Centro-Oeste. A participação desses territórios em nossa operação está muito em linha com as suas vocações para o agronegócio; níveis de produtividade; por vezes, economia essencialmente agrícola; e também disponibilidade de subvenções estaduais, nos casos de São Paulo e Paraná. Em relação à atuação nas lavouras, nós trabalhamos com seguro para uma cultura específica, cuja vigência garante a proteção contra eventos climáticos, desde o plantio até a colheita. Dessa forma, além de atendermos as mais tradicionais, como soja, milho e trigo, também oferecemos seguro a outros tipos de culturas mais localizadas ou restritas a períodos mais específicos por região, como o arroz e cevada, entre outros.

O que há de novo na oferta do seguro Rural com subsídio?

Para segundo semestre de 2021, está previsto o lançamento do produto Granizo Frutas e Hortaliças, com coberturas para novas culturas, em especial tomate e uva.

A tecnologia trouxe quais avanços?

Para 2021, estamos investindo em recursos e funcionalidades que vão gerar maior competitividade a nossa oferta, aumentando a conveniência aos nossos parceiros de negócios e disponibilizando produtos cada vez mais adequados ao produtor rural. Além disso, estamos aplicando o uso de ferramentas via satélite para a expansão e seleção de risco e maior agilidade na regulação de sinistros.Uma outra novidade, que tem sido muito bem aceita pelo mercado, é que, desde o ano passado, oferecemos a possibilidade de conectar os sistemas dos nossos corretores diretamente ao da Allianz, através da nossa plataforma, dando muito mais agilidade à venda e ao acompanhamento das informações.

Além do seguro subsidiado, quais outros negócios o Agronegócios traz para a sua empresa? Produtores compram seguro sem ser subsidiado?

A Allianz enxerga o agronegócio como uma das principais alavancas de crescimento econômico e, com isso, oferece produtos e serviços para toda a cadeia relacionada a esse setor. Temos produtos que estão diretamente relacionados ao universo agro, como seguros para Cultivo, Propriedades Rurais e Equipamentos Agrícolas, mas há outras carteiras que, de alguma forma, também suportam essa atividade, como Transportes, Empresas, Vida e Saúde, entre outros. No que diz respeito ao subsídio, o único seguro que conta com esse benefício é o Cultivo, tanto em esfera federal quanto estadual, nos estados de São Paulo e do Paraná. Em 2019, o crescimento desse mercado foi de 21,3%, já em 2020, com quase o dobro de subvenção federal, o aumento foi de 40,7%. Ainda que haja forte relação com o subsídio, é importante destacar os enormes avanços, em termos de produtos e serviços, ofertados pelas seguradoras e uma maior preocupação tanto do produtor rural quanto dos agentes financeiros, que buscam cada vez mais no seguro agrícola um mitigador de risco, independentemente da subvenção.

E o seguro paramétrico, vai entrar mesmo com subsídio? Sua empresa se prepara para atuar com ele? Qual o estágio atual?

O seguro paramétrico nas modalidades agrícola, florestas, pecuário e aquícola foi incluído nas regras do Programa de Subvenção Rural (PSR), de 2021. A Allianz está monitorando a aceitação desse tipo de seguro entre os produtores no Brasil e observando as principais necessidades que surgirão no mercado local. Enquanto no Brasil, estamos em fase de estudo, esta oferta faz parte do portfólio do Grupo Allianz em outros países, ou seja, temos uma grande expertise no tema, mas precisamos primeiro entender a necessidade local, para pensar em uma oferta que seja interessante para o nosso mercado.

Notícias Relacionadas