Bradesco Saúde participa de consórcio para abertura de leitos de covid-19

03.05.2021 - Fonte: Bradesco Seguros

hospital-ward-with-beds-medical-equipment_46527-119

Seguradora apoia o projeto que objetiva reduzir a fila no SUS.

Em mais uma iniciativa para responder à pandemia, instituições privadas se uniram para abrir 50 leitos no Hospital Federal da Lagoa, no Rio de Janeiro, destinados a atender exclusivamente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com Covid-19. Serão 20 leitos de unidade de terapia intensiva e 30 de enfermaria.

O consórcio, composto pela Rede D’Or São Luiz, Bradesco Saúde, SulAmérica, Qualicorp, Stone Pagamentos, Loja Americanas, Banco Safra e Banco BV, vai custear a contratação e manutenção dos recursos humanos por um período inicial de 60 dias, com o objetivo de reduzir a fila no SUS. O Hospital possui os equipamentos e estrutura necessários, e o Ministério da Saúde vai fornecer os medicamentos.

Serão contratados 200 profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros. O investimento mensal de R$ 2 milhões é aportado exclusivamente pelas empresas que formam o consórcio.

A Bradesco Saúde participou, em abril de 2020, da criação do Hospital de Campanha Lagoa-Barra, no Rio de Janeiro, que ficou 90 dias em operação, com mais de 740 atendimentos de casos de Covid-19, sendo 680 em CTI. O hospital contou com 200 leitos, sendo 100 de UTI e 100 de enfermaria e recebeu investimento total de R$ 60 milhões.

“Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Bradesco Saúde vem se mobilizando no combate à doença. Temos muito orgulho de contribuir para iniciativas que salvam vidas. A parceria com a Rede D’Or e outras empresas mostra nosso compromisso com a saúde de todos”, afirma Manoel Peres, diretor presidente da Bradesco Saúde e Mediservice.

A Seguradora também apoiou a reestruturação do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), o Hospital do Fundão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Cidade Universitária. Com investimento de R$ 2,5 milhões, a ação viabilizou a expansão do atendimento exclusivo aos pacientes diagnosticados com a Covid-19, contemplando a ativação de 98 leitos de enfermaria, além da reforma predial e a compra de 60 equipamentos hospitalares.

Notícias Relacionadas