Corretor de Seguros é dono das oportunidades

24.11.2021 - Fonte: CQCS

WhatsApp-Image-2021-11-24-at-00.49.44

Os desafios da distribuição foram tratados na primeira palestra do painel “Armando Vergílio – A vitória da distribuição”, na tarde do primeiro dia do CQCS Insurtech & Innovation, maior evento de inovação em seguros da América Latina. A discussão contou com a participação de José Adalberto Ferrara, Presidente da Tokio Marine, Diogo Arndt, fundador e CEO Lojacorr, Hélio Opípari Jr, Presidente Aconseg SP e Fernando Rodrigues, CEO Quiver.

A Susep divulgou, no último dia 16/11, a Resolução CNSP nº 429/2021, que trata do credenciamento e funcionamento das Sociedades Iniciadoras de Serviço de Seguro (SISS) e a aparição de um novo elemento no ecossistema de distribuição pode representar um grande desafio para os Corretores de Seguros. A afirmação foi feita pelo CEO da Tokio Marine, durante sua apresentação.

Ferrara explicou que essas SISS poderão chegar em lugares ou em nichos de mercado onde os corretores ainda não chegaram, como auxílio funeral, por exemplo. “Esse é o projeto de entrada, mas pode ser que essas sociedades passem a conhecer a jornada do cliente, e esse cenário mude”. O CEO ainda pontuou que essa é uma oportunidade que a Susep está colocando para desenvolver alguns ecossistemas, mas pode ser um desafio para o atual modelo de distribuição.

Além desses novos personagens, também há a tecnologia, que é Intitulada, por muitos como um grande desafio para os Corretores de Seguros. Diogo pontuou que, no Brasil, as pessoas esperam um alto nível de personalização nos serviços que consomem. É nesse contexto que a tecnologia pode ser aliada aos Corretores. “

Os clientes buscam disponibilidade de informação, acesso 24 horas por dia, e tempo de resposta mais rápido. “A tecnologia pode ser extremamente útil nesse aspecto, e ela não vai ocupar o lugar do Corretor porque ele também deseja o conselho de algum especialista, de alguém que saiba o que está fazendo e entenda sobre o que está vendendo. Ou seja: Habilidade do corretor + tecnologia = super poder”.

O CEO da QUIVER, Fernando Rodrigues, pontuou que um forte aliado para os Corretores é o relacionamento que ele possui com seus clientes. “Quem detém os relacionamentos é o dono das oportunidades. A tecnologia vem ajudar e não resolver essa jornada de desafios”.

A tecnologia, de acordo com Fernando, ajuda o Corretor a antecipar as necessidades do cliente e oferecer produtos que tenham a ver com o momento de vida que ele está vivendo. “Fique junto ao seu cliente em toda jornada, tenha um relacionamento com seu cliente”

O que também pode ajudar os Corretores de Seguros a enfrentar os desafios da distribuição são as assessorias. “As assessorias surgiram iniciando a terceirização, contrapondo as plataformas de seguros.Com elas, os corretores têm códigos diretamente com as seguradoras, atendimento personalizado e tudo isso sem custo adicional.” explicou Hélio.

“Vejo cada vez mais, o corretor como protagonista do mercado. A gente sente que a venda através do corretor de seguros vai continuar existindo, servindo mais a ale, oferecendo apoio a esse profissional, nosso papel é o de apoio a esse corretor”, finalizou.

Notícias Relacionadas