“É preciso enxergar além do Seguro de Vida”, diz Marcos Kobayashi

24.11.2021 - Fonte: CQCS

WhatsApp-Image-2021-11-24-at-00.36.26-1-950x633

O CQCS Insurtech & Innovation trouxe nesta terça-feira (23), no primeiro dia do evento, o tema: “Muito Além do Seguro de Vida”, na sala Nilton Molina. Participaram do painel Marcelo Mello, Vice Presidente de Investimento, Vida e Previdência SulAmérica; Marcos Kobayashi, Diretor Comercial Nacional Vida Tokio Marine, e Silas Kasahaya – Sócio e COO da Samplemed.

No bate-papo, Silas contou sobre as iniciativas da Samplemed e os desafios de entender o consumidor. “É uma série de desafios. É preciso identificar o comportamento do consumidor, entendê-lo, para fazer uma melhor analise”, disse.

Ele acrescentou que o posicionamento da empresa é estar no meio entre o risco e a seguradora. “Nós fornecemos ferramentas que auxiliam nesse processo”, depois, apresentou um vídeo de como funciona na prática.

Em seguida, a palavra ficou com Kobayashi. O diretor afirmou que na pandemia que resultou em mais de 600 mil vítimas da Covid-19, boa parte do público não era coberto por um Seguro de Vida. “É um dado que eu gosto de reforçar, é preciso enxergar muito além do seguro de vida, é preciso destacar os números por trás disso”, disse.

Kobayashi também quis destacar as pessoas por trás do processo de distribuição. “Muito além do seguro de vida quero destacar as pessoas envolvidas. É importante dizer que tem muitas pessoas atrás da oferta, do momento que queremos conscientizar o segurado. São 2.500 colaboradores na Tokio Marine, muita gente envolvida para que a trajetória do cliente seja cada vez melhor, sem atrasos ou problemas”, enfatizou.

“Nós da indústria, da parte da seguradora, apoiamos cumprindo a nossa parte, cobrindo os riscos, fazendo com que a experiência seja cada vez melhor para o cliente. Com inovação, produtos e serviços novos”, finalizou o Diretor.

Com a palavra, Marcelo destacou a importância do Corretor de Seguros no processo de distribuição do Seguro de Vida. O Vice-Presidente falou sobre as plataformas de vendas de seguros e afirmou que elas só ampliaram o valor do Corretor, porque deixou mais claro que é necessário uma visão consultiva, tirando as dúvidas de um produto tão nobre, como o produto vida.

Depois, o vice-presidente falou sobre o Open Insurance e a Susep. “Open Insurance trata de um dado oferta, oferta sem limite, traz oportunidade para uma figura que está super bem posicionada, tem esse contato, essa coisa da relação com o cliente”, disse.

Para Marcelo, o Open Insurance dá ao indivíduo o poder de escolher quem ele vai decidir dar informação dele. “O Corretor tem um papel e uma oportunidade única com o Open Insurance, que é estar preparado. O corretor vai se preparar cada vez mais”, acrescentou.

Por fim, o vice-presidente falou sobre a SISS. “Observamos outra figura que acabou de ser aprovada, que é a SISS, que entra em vigor em dezembro e já existe no mundo de investimentos”, pontuou.

Marcelo revelou que são duas visões, para os corretores e para as seguradoras, e os corretores precisam enxergar como oportunidade. “Vamos olhar as oportunidades. Corretores, seguradoras, desenvolvam soluções próprias, busquem parceiros. Temos que ver oportunidades e estamos aqui para ajudar o Corretor a fazer essa caminhada”, finalizou.

Notícias Relacionadas